Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Durante cessar-fogo na Síria, grupos terroristas continuam ataques

Apesar de uma tentativa de trégua e cessar-fogo estar em discussão na Síria, grupos terroristas que não fazem parte das negociações continuaram seus ataques neste sábado, principalmente contra civis.


Sputnik


Embora o cessar-fogo negociado por Rússia e Estados Unidos tenha sido respeitado no primeiro dia, uma várias explosões ocorreram em toda a Síria, provocadas por grupos terroristas que não participam das negociações. 


© Sputnik/ Mikhail Alayeddin

Em Damasco, o grupo Jaysh al-Islam, ligado à Frente Nusra e não sujeito ao cessar-fogo, bombardeou áreas residenciais. Outro grupo não sujeito ao cessar-fogo, o Ahrar al-Sham, também está ativo na região.

“Terroristas nos bairros de Jobar e Duma dispararam morteiros contra áreas residenciais de Damasco. Não houve relatos de mortos os feridos entre a população civil”, disse uma fonte militar à RIA Novosti.

Ataques do Daesh continuam

O grupo terrorista Daesh, não sujeito ao cessar-fogo, também continuou ataques na província de Hama e na cidade de Deir ez-Zor, onde ataques de morteiros mataram três crianças e deixaram outros 12 feridos.

Na província de Hama, explosões com homens-bomba do Daesh mataram seis pessoas, inclusive dois soldados vítimas de um carro-bomba em um ponto de controle militar. Outro bombardeio suicida envolvendo uma moto matou quatro pessoas, e um ataque suicida em uma estrada deixou uma pessoa ferida.

No norte da Síria, o Daesh atacou uma cidade controlada pelaa Forças Democráticas Curdo-Síria. O ataque, perto da fronteira com a Turquia, foi repelido pelas forças de defesa curdas (YPG) com a ajuda de ataques da coalizão liderada pelos Estados Unidos contra posições do Daesh.



Postar um comentário