Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

PropHiper - Mais rápido do que uma bala

Pesquisadores brasileiros desenvolvem veículo aéreo que se deslocará em velocidade hipersônica
DefesaNet

Se tudo correr como planejado, a Força Aérea Brasileira (FAB) realizará dentro de dois anos o ensaio em voo do primeiro motor aeronáutico hipersônico feito no país. O teste integra um projeto mais amplo cujo objetivo é dominar o ciclo de desenvolvimento de veículos hipersônicos, que voam, no mínimo, a cinco vezes a velocidade do som, ou Mach 5.
Mach é uma unidade de medida de velocidade correspondente a cerca de 1.200 quilômetros por hora (km/h). O programa é coordenado pelo Instituto de Estudos Avançados (IEAv), um dos centros de pesquisa do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da FAB, em parceria com a empresa Orbital Engenharia, ambos de São José dos Campos (SP).

Além do motor hipersônico, o projeto Propulsão Hipersônica 14-X (PropHiper), iniciado em 2006, prevê a construção de um veículo aéreo não tripulado (VANT), onde o motor será instalado. Batizado de 14-X, …

EUA devem escolher entre a Turquia e os curdos, diz chanceler turco

Os Estados Unidos devem escolher entre a Turquia e o Partido da União Democrática (PYD) dos curdos da Síria, segundo afirmou o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, nesta terça-feira (9).

Sputnik

A declaração acontece na sequência de uma reunião ocorrida em janeiro entre o enviado dos EUA para a coalizão anti-Daesh Brett McGurk e um grupo de curdos da cidade síria de Kobani. 


Joe Biden e Mevlut Cavusoglu © AFP 2016/ OZAN KOSE

O encontro provocou uma reação furiosa do presidente turco, Recep Erdogan, que disse que Washington deveria escolher de que lado está.

"O EUA precisam tomar uma decisão: Eles nos escolhem [a Turquia] como um parceiro ou as organizações terroristas?" reiterou Cavusoglu nesta terça-feira em Budapeste, citado pela agência nacional de notícias Anadolu.

O premiê ressaltou que Ancara considera o PYD um grupo terrorista filiado ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), organização também banida no país.

O porta-voz do governo dos EUA, John Kirby, disse em entrevista coletiva na segunda-feira (8) que Washington estava ciente das preocupações do governo turco, mas disse que “amigos nem sempre concordam em tudo”.

Washington não reconhece o PYD como uma organização terrorista e, pelo contrário, considera os combatentes curdos como aliados estratégicos na luta contra o Daesh (autodenominado Estado Islâmico).

Os curdos são a maior minoria étnica da Turquia e compreendem cerca de 25% da população do país. O PKK tem lutado pela independência dos territórios curdos desde 1984, buscando fundar um Estado curdo em regiões ocupadas pela minoria na Turquia e no Iraque.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas