Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministro israelense ameaça devolver Líbano à 'Idade da Pedra'

Em entrevista ao portal saudita Elaph, o ministro da Inteligência de Israel, Yisrael Katz, avisou que seu país não hesitará em atacar o Líbano para deter a atividade do grupo xiita libanês Hezbollah, e ameaçou devolver o Líbano à "Idade da Pedra", informou o jornal israelense Haaretz.
Sputnik

Além disso, Katz anunciou que Israel atacará instalações militares do Irã no Líbano: "Temos informações de que o Irã está construindo fábricas de mísseis avançados no Líbano e quero enfatizar que traçamos uma linha vermelha e que não deixaremos que o faça custe o que custar", acrescentou.


Lembrando-se da Segunda Guerra do Líbano em 2006, onde Israel lutou contra o Hezbollah, Katz destacou que os eventos de 11 anos atrás serão um "piquenique" em comparação com o que Israel pode fazer agora.

"Lembro-me de como um ministro saudita disse que devolveria o Hezbollah às suas cavernas no sul do Líbano. Devolveremos o Líbano à Idade da Pedra", declarou o ministro israel…

Militares do CAvEx visitam sede da General Atomics na Califórnia

Forças Terrestres

Taubaté (SP) – Nos dias 14 e 15 de dezembro, a convite da General Atomics Aeronautical Systems Inc., uma comitiva de cinco militares do Comando de Aviação do Exército (CAvEx) visitou a sede da empresa, em San Diego (Califórnia/EUA), onde foram recebidos pelo presidente da empresa, Sr. Frank Pace, e pelo CEO, Sr. Linden Blue. Acompanharam a visita João de Souza Dantas e o Coronel R1 João Luiz de Negreiros Guerra, ambos executivos da Powerpack, representante da General Atomics no Brasil. 




Durante a visita, os oficiais receberam uma detalhada apresentação sobre os Sistemas de Aeronaves Remotamente Pilotadas (SARP) da General Atomics e visitaram a linha de produção da família Predator® e Gray Eagle, empregados pelas Forças Armadas dos Estados Unidos da América (EUA) e de outros países. Além disso, foram transportados até uma base de testes da empresa em Castle Dome (Arizona/EUA), onde puderam acompanhar o voo e a operação do Predator XP a partir de sua Estação de Controle de Solo. Também tiveram a oportunidade de verificar a infraestrutura de apoio necessária à operação nesse nível de complexidade dos SARP, bem como observar sua manutenção.

As aplicações típicas previstas para emprego dos SARP no Exército Brasileiro estão, entre outras, relacionadas a obtenção de informações, comando e controle, vigilância da faixa de fronteira, proteção de estruturas estratégicas e ações interagências. De acordo com a doutrina do Exército, o CAvEx é o responsável pela capacitação dos operadores, pela condução das operações e pela gestão do apoio logístico de SARP enquadrados nas categorias 3 e superiores.

Em setembro de 2015, no Centro de Instrução de Aviação do Exército, a General Atomics proferiu uma palestra sobre o desenvolvimento e a aplicação de SARP, dirigida a operadores de diversas organizações militares e oficiais do CAvEx e do Comando de Operações Terrestres, além de engenheiros do Instituto de Estudos Avançados e do Instituto de Aeronáutica e Espaço da Força Aérea Brasileira.

O que é o SARP Predador XP


O Predator XP é a mais recente de uma extensa linha de SARP que leva o nome Predator, começando com o bem-sucedido Predator RQ-1, voado pela Força Aérea dos Estados Unidos pela primeira vez em 1995.

Desde então, o Predator acumulou mais de 3,5 milhões de horas de voo e foi apontado pela revista Air & Space Smithsonian como uma das dez aeronaves que mudaram o mundo. Oferecendo confiabilidade sem precedentes, a aeronave tem a maior taxa de prontidão operacional na Força Aérea dos Estados Unidos. Os SARP da família Predator são também operados pelas demais Forças Armadas Americanas, Homeland Security, NASA e várias Forças internacionais.


Postar um comentário