Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

Dezenas de pessoas são mortas em ataques aéreos na Síria

Ao menos 39 morreram, diz o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.
 

Ataques atingiram áreas no norte da província de Raqqa neste sábado.


Reuters

Dezenas de pessoas foram mortas em uma série de ataques aéreos sobre a cidade de Raqqa no norte da Síria, neste sábado (19), disseram um grupo de acompanhamento e ativistas, conforme Damasco e Moscou realizam ataques em áreas controladas pelo Estado Islâmico.




A interrupção das hostilidades na Síria entrou em vigor há três semanas, reduzindo a violência, mas não diminuindo a luta, enquanto negociações de paz acontecem em Genebra. O acordo não inclui militantes do Estado Islâmico ou al Qaeda, cuja capital de fato na Síria é Raqqa.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, baseado na Grã-Bretanha, disse que pelo menos 39 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas nos ataques a Raqqa.

Um grupo ativista com fontes em Raqqa, chamado Raqqa Está Sendo Abatida Silenciosamente, disse que mais de 40 tinham sido mortos, e que os ataques separados atingiram áreas no norte da província de Raqqa.

O Observatório disse que entre os mortos estão sete mulheres e cinco crianças. Ele disse que não estava claro se os aviões sírios ou russos conduziram os ataques aéreos.

Separadamente, aviões de guerra russos atingiram Palmyra, cidade histórica islâmica dominada pelo Estado Islâmico, e sua vizinhança imediata, com cerca de 70 ataques aéreos, informou o Observatório, matando pelo menos 18 membros do Estado Islâmico.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas