Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Estado Islâmico afirma em vídeo que derrubou avião militar iraquiano

Aeronave com 3 ocupantes caiu nesta quarta-feira (16).
 

Terroristas publicaram vídeo com supostas partes dos corpos da tripulação.


Do G1, em São Paulo
 

Um avião do Exército iraquiano com três ocupantes que caiu nesta quarta-feira (16) na região de Al Huaiya, ao norte de Bagdá, pode ter sido derrubado pelo Estado Islâmico, garantiu a organização jihadista em vídeo.

Imagem tirada de um vídeo postado em uma rede social extremistas mostra homens inspecionando o que o Estado Islâmico afirma ser os restos de um avião militar iraquiano em Hawija (Foto: Social Media Website/Reuters)
Imagem tirada de um vídeo postado em uma rede social extremistas mostra homens inspecionando o que o Estado Islâmico afirma ser os restos de um avião militar iraquiano em Hawija (Foto: Social Media Website/Reuters)

O avião de fabricação americana caiu em uma zona perto de Kirkuk e que se encontra sob o controle do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), afirma a EFE.

O exército fala de problema técnico, enquanto os jihadistas afirmam que foram responsáveis pelo incidente. Os três tripulantes a bordo estão desaparecidos, de acordo com um oficial citado pela AFP.

O EI lançou um comunicado emitido em fóruns jihadistas dizendo que derrubou o avião com armas antiaéreas, o que causou a morte da tripulação.

Além disso, os extremistas também publicaram na internet um vídeo de mais de um minuto de duração no qual é possível ver supostas partes dos corpos dos membros da tripulação, assim como restos do avião acidentado. No vídeo, combatentes comemoram ao lado de corpos carbonizados.



Postar um comentário