Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Kalashnikov terá produção licenciada de AK-100 na Índia

Modelos da série AK-100 para testes de pré-produção já foram entregues ao país. Expectativa inicial é produzir 50 mil itens por ano, diz executivo da empresa.


Pável Rítsar | Gazeta Russa

A Rosoboronexport, estatal russa responsável pelas vendas de equipamento militar ao exterior, planeja estabelecer na Índia uma produção licenciada de rifles de assalto da série AK-100, da Kalashnikov. Isso acontecerá após o término dos testes de pré-produção no país, disse o vice-diretor-geral da Rosoboronexport, Serguêi Bereslavski. 


Produção na Índia será iniciada após testes com modelos entregues ao país Foto:Tass

“A Rosoboronexport está trabalhando para organizar a produção sob licença da série AK-100 aqui”, disse Breslavski, em entrevista nos corredores da mostra de armamentos Defexpo India-2016, nesta terça-feira (29).

“Os modelos de produção já foram entregues e vamos lançar a produção licenciada após os testes de pré-produção”, acrescentou o empresário.

O chefe-executivo da fabricante Kalashnikov, Aleksêi Krivorutchko, já havia adiantado em 2015 que a empresa estaria em negociações avançadas com parceiros indianos para a fabricação de armas no país asiático.

“Estamos pensando na produção inicial de, pelo menos, 50 mil itens por ano, com um potencial aumento de escala”, disse Krivorutchko.

A exposição internacional Defexpo India 2016 acontece até quinta-feira (31) em Quitol, no estado de Goa. Durante a mostra, a Rosoboronexport vem mantendo negociações para promover a modernização das Forças Armadas indianas, incluindo a aquisição de sistemas de defesa antiaérea russos S-400.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas