Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Coalizão internacional destrói consulado da Turquia em Mossul

Prédio era ocupado desde 2014 pelo Estado Islâmico e usado como base.
Ataque por aviões de coalização internacional teve aprovação de Ancara.


EFE

Ocupado pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) desde 2014, o consulado da Turquia em Mossul, no norte do Iraque, foi destruído nesta segunda-feira (4) por aviões da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos que luta contra os jihadistas.


Un policía en el exterior de una comisaría de Mosul después de un atentado suicida. EFE/Archivo

Em comunicado, o Ministério das Relações Exteriores da Turquia informou que o bombardeio do edifício ocorreu por volta das 3h (horário local, 21h em Brasília), com a aprovação de Ancara.

A operação foi planejada com base em informações dos serviços de inteligência, que indicam que o EI usa o complexo como uma de suas bases centrais na região.

"O complexo do consulado de Mossul, ocupado pelo Daesh [acrônimo em árabe de Estado Islâmico] desde junho de 2014 e no qual vivem altos dirigentes terroristas, foi atacado e destruído por aviões de guerra da coalizão internacional", afirma o comunicado turco.

A representação diplomática turca foi conquistada pelos jihadistas em 11 de junho. de 2014. Mais de 50 pessoas foram feitas reféns - a maior parte funcionários do local -, e elas foram libertadas apenas três meses mais tarde.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas