Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

TOA - MPF quer que Exército consulte indígenas antes de instalar microcentral hidrelétrica no Tumucumaque

Comunidades indígenas têm direito à consulta prévia, livre e informada sempre que empreendimentos afetem seu território
MPF | DefesaNet

O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça que determine à União, na figura do Exército Brasileiro, não instalar microcentral hidrelétrica na terra indígena do Parque do Tumucumaque (AP), até que sejam atendidos todos os requisitos constitucionais para a exploração de recursos hídricos em terra indígena. Além disso, há também a necessidade de avaliação dos impactos socioambientais do empreendimento, bem como a consulta livre, prévia e informada aos indígenas. A ação foi protocolada em 11 de outubro.

A microcentral tem o objetivo de fornecer energia elétrica para propiciar autonomia ao pelotão, composto por 45 militares, localizado na faixa de fronteira entre Brasil e Suriname, no parque do Tumucumaque. Atualmente, os militares contam apenas com oito horas diárias de energia elétrica, dependendo integralmente de geradores a diesel, óleo cujo trans…

EUA divulgam vídeo sobre voo 'agressivo' de caça Su-24 (vídeo)

Ao ver o navio, os pilotos se afastaram, como as regras exigem, disse o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov. A autoridade também afirmou que o incidente ocorreu perto de uma base militar russa. 


Sputnik

Os pilotos da Força Aeroespacial da Rússia realizavam um voo no mar Báltico, em conformidade com todas as regras e normas de segurança, disse o porta-voz do Ministério da Defesa, major-general Igor Konashenkov, comentando a declaração dos Estados Unidos de que caças russos Su-24 teriam sobrevoado de forma “agressiva” um destróier estadunidense.


Caça russo Su-24
Sukhoi Su-24 Tchemodan © Sputnik/ Mikhail Voskresenskiy

O general afirmou que a trajetória de voo da aeronave realmente atravessou a área onde o navio americano navegava, mas acrescentou que, a setenta quilômetros do local do incidente, se encontra uma base naval russa.

"Ao ter o navio no raio de visão, os pilotos russos se desviaram em conformidade com todas as regras de segurança", — disse Konashenkov.

O porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia disse que a Força Aeroespacial da Rússia realiza os voos em conformidade com todas as normas internacionais.

O comando dos EUA divulgou nessa quarta-feira (13) um vídeo e fotos mostrando aviões e helicópteros russos se aproximando de um navio da Marinha dos Estados Unidos. O lado norte-americano expressou a sua preocupação com o incidente, chamando esse comportamento de "pouco profissional" e afirmando que ele comprometeu a segurança. O porta-voz do Pentágono disse que o bombardeiro russo Su-24 sobrevoou o destróier a uma distância de menos de dez metros.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas