Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Forças Armadas gregas estão em alerta máximo

Durante três dias, a Força Aérea turca sobrevoou as ilhas gregas no Mar Egeu. Uma fonte do Ministério da Defesa grego disse que as Forças Armadas gregas começaram na quinta-feira um treinamento de estado de alerta máximo.


Sputnik


Segundo a ordem do Ministro da Defesa Nacional da Grécia, Pános Kamménos, as Forças Armadas gregas começaram na madrugada de quinta-feira um treinamento de verificação de prontidão para o combate por causa das provocações turcas, informou uma fonte no Ministério grego.


Caça turco
F-16 turco © AFP 2016/ YIANNIS KOURTOGLOU

Durante três dias, a Força Aérea turca sobrevoou as ilhas gregas na parte nordeste do Mar Egeu. Embora a Força Aérea turca invada constantemente o espaço aéreo grego, desta vez as violações foram principalmente sobre o mar. Atenas considera os voos sobre as ilhas como uma provocação extremamente perigosa.

"Fizemos grandes manobras a fim de estarmos preparados. Historicamente, sempre que a Turquia tinha problemas internos, tentava os exportar. Devemos estar preparados para isso", disse o interlocutor.

Ele informou também que as manobras estão sendo realizadas e no norte da Grécia, perto da cidade de Kilkis, junto à fronteira com a Macedônia, por causa das ações das autoridades de Escópia (a capital macedônia). Ao mesmo tempo, o treinamento não está ligado, de maneira nenhuma, com a situação dos refugiados – "O Exército não interfere em assuntos internos, isso é um trabalho da Polícia", apontou a fonte.

"Nós sempre tomamos medidas caso haja alguma ameaça, devemos sempre estar em prontidão. Pois as autoridades da República da Macedônia não modificaram a sua Constituição, precisamos estar alerta", disse a fonte.

Atenas acredita que a Macedônia pode pretender os territórios do norte da Grécia – a Macedônia, uma região grega vizinha que recusa mudar o seu nome.

À pergunta sobre a duração dos treinamentos, o interlocutor respondeu: "Tanto tempo quanto for preciso. Os treinamentos serão realizados em todo o território da Grécia, incluindo nos pontos mais importantes".

A fonte também disse que o ministro Kamménos está no ministério desde a madrugada.

O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras realizará na sexta-feira (15), uma reunião governamental do Conselho de Defesa e Política Externa por causa das provocações da Turquia, informou uma fonte do governo.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas