Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Frente Nusra bombardeia população em Hama e Latakia, na Síria

A Frente Nusra bombardeou a população e as tropas da Síria nas províncias de Hama e Latakia, informa o centro russo para reconciliação síria.


Sputnik

As localidades de Tell El malach e Suran, na província de Hama, foram bombardeadas por lançadores de foguetes múltiplos improvisados. Na província de Latakia, também houve ataques de morteiros contra posições das tropas do governo perto da localidade de Kbana, informou o centro russo para reconciliação síria. 


La ciudad de Murek, provincia de Hama, liberada por Ejército sirio
Cidade de Murek, província de Hama, Síria © Sputnik

“A organização terrorista Frente Nusra continua com as provocações armadas contra a população civil e as tropas governamentais nas províncias de Hama e Latakia”, diz o comunicado.

No dia 27 de fevereiro, entrou em vigor um cessar-fogo negociado por Rússia e Estados Unidos. Grupos terroristas como a Frente Nusra e o Daesh não aderiram ao acordo.



Postar um comentário