Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Robô bombeiro se alista no serviço militar da Rússia (vídeo)

O Uran-14, um sistema robótico único, foi incorporado ao arsenal do corpo de bombeiros do Distrito Militar do Leste em Transbaikalia (sul da Sibéria), informou aos jornalistas o porta-voz do Distrito, coronel Alexander Gordeyev.


Sputnik

O robô pode ser usado para retirar destroços de incêndios, efetuar reconhecimento de terreno e levar equipamento de extinção de chamas a lugares indicados via controle remoto. 


Urán-14
Uran-14 © Foto: JSC "766 UPTK"

"O Uran-14 é um sistema robótico polivalente de tração com esteiras e apresenta características únicas quanto à segurança humana, permitindo evitar a exposição direta do ser humano a temperaturas perigosas", disse o coronel.

Para seu deslocamento, é utilizado um motos de 240 cavalos que permite mover suas 14 toneladas a uma velocidade de 12 quilômetros por hora. Além disso, sua bomba de incêndio tem rendimento de dois mil litros por minuto e garante a extinção do fogo em um raio de 50 metros.

O Uran-14 possui uma cisterna com água e outra com espuma — de dois mil e 600 litors, respectivamente — e também pode se conectar a um depósito exterior de água.


Postar um comentário