Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Rússia começa a testar novos e potentes sistemas de guerra radioeletrônica

O consórcio russo Tecnologias Radioeletrônicas (KRET, na sigla em russo) começou a testar a um novo equipamento terrestre de guerra eletrônica projetado para proteger alvos civis e militares de ataques aeroespaciais, relata a RT nesta segunda-feira (25). 


Sputnik

"O consórcio começou a testar o novo complexo terrestre de guerra eletrônica, capaz de proteger tanto as tropas como os alvos civis de ataques realizados por meios aeroespaciais. Os testes terminarão no final deste ano", disseram representantes da empresa, que é a maior fabricante nacional de equipamentos de guerra eletrônica da Rússia.


Krasukha 4, sistema de guerra eletrônica das Forças Armadas da Rússia
Krasukha 4, sistema de guerra eletrônica da Força Aérea da Rússia © Foto: ROSTEC

De acordo com as informações disponíveis, este complexo integra sistemas de guerra eletrônica e meios de defesa aérea, sendo composto por módulos independentes de interferência capazes de influir nos sistemas de controle inimigos a grandes distâncias, por meio de complexos e potentes sinais digitais.

"Foram criadas estações multicanal que proporcionam a neutralização radioeletrônica de sistemas diferentes ao mesmo tempo", acrescentaram as fontes.




Postar um comentário

Postagens mais visitadas