Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Ataque contra ônibus mata 10 civis no Afeganistão

Veículo transportava funcionários da Justiça afegã.
Talibãs assumiram autoria do ataque.


EFE

Pelo menos 10 funcionários da Justiça e civis morreram e outros quatro ficaram feridos após um ataque suicida com uma bomba contra o ônibus que transportava pessoal do Departamento de Justiça em Cabul, a capital do Afeganistão, informaram nesta quarta-feira (25) fontes oficiais.


Forças de segurança afegãs inspecionam local de um ataque suicida em Cabul, no Afeganistão (Foto: Mohammad Ismail / Reuters)
Forças de segurança afegãs inspecionam local de um ataque suicida em Cabul, no Afeganistão (Foto: Mohammad Ismail / Reuters)

"Um suicida com uma bomba atingiu um ônibus que transportava funcionários da Justiça" no quinto distrito de polícia de Cabul, disse o vice-porta-voz do Ministério do Interior do Afeganistão, Najib Danish.

O ataque aconteceu às 8h20 locais (1h50 de Brasília), quando um homem detonou o colete de explosivos que carregava consigo no ônibus. As autoridades estão investigando as circunstâncias do ataque.

Os talibãs confirmaram a autoria do ataque através de um de seus porta-vozes, Zabiullah Mujahid, que disse que "cerca de 22 pessoas morreram ou ficaram feridas" no ataque, mas os insurgentes costumam exagerar o alcance de suas ações.

Segundo o porta-voz, o atentado suicida foi "uma revanche", depois que "esses juízes" condenaram seis talibãs à morte.

Este é o primeiro ataque desde que o governo começou as execuções de talibãs no dia 8 de maio, uma decisão que os insurgentes anunciaram que responderiam colocando os órgãos oficiais, particularmente os ligados à Justiça, como alvo prioritário.

Além disso, este é o primeiro atentado na capital afegã após a morte do líder talibã, o mulá Mansur, no sábado (21) passado. Sua morte foi confirmada pelo grupo insurgente.

Os talibãs anunciaram a nomeação do mulá Obaidullah (Hibatullah, segundo a grafia usada no Afeganistão) como sucessor de Mansur.

No dia 19 de abril, os talibãs realizaram um atentado na capital afegã que deixou 64 mortos e 350 feridos, em uma ação que congelou definitivamente as tentativas de negociação do governo com esse grupo insurgente.

A instabilidade no Afeganistão vem crescendo desde o fim da missão militar da Otan em dezembro de 2014, e os talibãs vêm aumentando seu controle no país, assim como a frequência e a magnitude dos atentados nas grandes cidades.


Postar um comentário