Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin passa para Trump a responsabilidade de resolver conflito na Síria

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, passou a bola para que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, seja o responsável por resolver o conflito na Síria.
EFE

Helsinque - Em entrevista coletiva conjunta realizada nesta segunda-feira, em Helsinque, após a primeira cúpula entre os dois líderes, Putin também deu para Trump uma bola oficial da Copa do Mundo.

"No que se refere ao fato de a bola da Síria estar no nosso telhado, senhor presidente, o senhor acaba de dizer que organizamos com sucesso o Mundial de Futebol. Portanto, quero agora entregar esta bola. Agora, a bola está do seu lado", disse Putin.

O presidente russo fazia uma referência a uma frase do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que havia afirmado que a bola para resolver o conflito na Síria estava no telhado do Kremlin.

Trump agradeceu pelo presente e disse estar confiante de que EUA, México e Canadá organizarão em 2026 uma Copa do Mundo tão bem-sucedida como a da Rússia.

Na sequência, o presidente americ…

EUA enviam à fronteira russa aviões que bombardearam Iugoslávia

Vários sites britânicos de aviação acabam de informar que dois bombardeiros da Força Aérea americana B-52 que participarão de treinamentos da OTAN na região báltica tinham estado envolvidos na operação contra a Iugoslávia em 1999.


Sputnik

De acordo com a mídia, os aviões, com números de bordo 60-0037 e 60-0044, foram enviados, na altura dos acontecimentos tristes de 1999, à base aérea de Fervord no Reino Unido. Dali, eles realizaram voos contra alvos na Sérvia e Montenegro.


Bombardeiro estratégico americano B-52 Stratofortress
Boeing B-52 Stratofortress © flickr.com/ manhhai

Lembramos que, durante os cerca de três meses de bombardeios, de acordo com vários dados, morreram até 4.000 pessoas, entre eles cerca de 90 crianças.
Cabe mencionar também que nesta quinta-feira (2) os EUA enviaram à Europa dois bombardeiros estratégicos subsônicos B-52 de longo raio de ação para participar dos exercícios da Aliança Atlântica Baltops 2016 e Saber Strike 2016.

Ambos os exercícios serão realizados nos Bálcãs.

Inicialmente deveriam ser enviados três aviões à Europa, mas um B-52 não conseguiu atingir a Estônia por razão de uma avaria e foi obrigado a retornar à base nos EUA.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas