Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

Helicóptero do exército da Colômbia cai e 17 militares morrem

Primeiras hipóteses relacionam o acidente ao mau tempo.
É o pior acidente da aviação militar registrado na Colômbia.


Reuters

Dezessete militares que viajavam em um helicóptero Mi-17 de fabricação russa morreram quando a aeronave caiu em uma região montanhosa do centro da Colômbia, aparentemente devido às más condições climáticas, informou nesta segunda-feira (27) o Exército Nacional colombiano.




O helicóptero se acidentou no domingo perto do município de Pensilvania, no Estado de Caldas, localizado na Cordilheira Central dos Andes colombianos, 180 quilômetros ao noroeste da capital Bogotá.

"As primeiras hipóteses indicam que o acidente poderia estar relacionado com o mau tempo naquela região", disse um comunicado do Exército.

O helicóptero caído se deslocava entre a cidade de Quibdó, a capital do Estado de Chocó, e a base militar de Tolemaida, no centro do país.

Trata-se do pior acidente da aviação militar registrado na Colômbia desde que 16 policiais morreram em agosto, quando o helicóptero UH-60 Black Hawk norte-americano em que voavam caiu em uma região de selva no noroeste do país durante uma operação contra o narcotráfico.

As Forças Armadas da Colômbia têm dezenas de helicópteros Mi-17 e Black Hawk usados na ofensiva contra as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), as gangues de criminosos e o narcotráfico em meio a um conflito interno de mais de meio século que deixou mais de 220 mil mortos.



Postar um comentário