Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Novos morteiros ucranianos enferrujam depois de um mês de serviço

Os novos lança-granadas М-120-15 Molot de produção ucraniana começaram a enferrujar e a falhar apenas um mês após terem sido adquiridos pelas Forças Armadas do país.



Sputnik

Pelo menos seis lança-granadas, recebidos em 21 de junho por um batalhão de morteiros das Forças Armadas da Ucrânia, começaram a falhar, informou a mídia local, citando a nota de explicação de um comandante ucraniano.



 

Durante exercícios táticos, vários mecanismos dos morteiros deixaram de funcionar, enquanto os soldados ucranianos descobriram outros problemas relacionados com a qualidade do metal. Descobriu-se que enferrujam rapidamente e que a pintura se deteriora no sol.

O valor de cada unidade do lança-granadas é US $ 18.000 (cerca de R$ 63.000).

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, manifestou várias vezes a prontidão do Exército ucraniano de respeitar os padrões de armamento da OTAN e mesmo de ensinar "como combater contra a Rússia".



Postar um comentário

Postagens mais visitadas