Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

Por que a China construiu um novo submarino nuclear?

Fotos de uma nova modificação do submarino nuclear porta-mísseis chinês do projeto 094 foram recentemente divulgadas na Internet.


Sputnik

Os usuários chineses já o batizaram de 094A. O especialista militar russo Vasily Kashin comenta o objetivo para que a China poderia precisar de um novo submarino.


Projeto 094

É de notar que ele se distingue da modificação anterior por uma “corcunda” na área de localização dos silos de mísseis, assim como por algumas outras alterações no casco. Uma das primeiras conclusões tiradas por usuários chineses foi que o navio poderia estar equipado com os novos mísseis balísticos “Julang-3”, que têm um alcance maior do que o “Julang-2”, explica Vasily Kashin.

Os mísseis “Julang-2”, têm um alcance máximo de 8000 km. Isto significa que eles não são capazes de atingir o território dos EUA a partir do mar do Sul da China.

Uma opção para o reequipamento dos submarinos com os novos mísseis “Julang-3” é simplesmente cortar o compartimento para mísseis “Julang-2” e instalar um novo compartimento para colocar nele o “Julang-3”. Esta opção é tecnicamente possível, mas é ineficaz e cara. É mais provável que os navios do projeto 094 permaneçam no ativo e formem a base das forças de dissuasão regional na Ásia. Um único submarino 094 com mísseis “Julang-3” será um navio experimental de novos sistemas de armas e, no futuro, a Marinha chinesa estará ocupada com os submarinos do projeto 096, equipados com 24 mísseis “Julang-3”, resume Vasily Kashin.



Postar um comentário