Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

A-29 Super Tucano e A-10 Thunderbolt II voam juntos no Green Flag East

Poder Aéreo

Quatro aviões A-29B Super Tucano da Força Aérea Colombiana participam do Exercício Green Flag East de 15 a 29 de agosto, na Barksdale Air Force Base, Louisiana. 


Pássaros de mesma plumagem se reúnem: A-10 Thunderbolt II e A-29B Super Tucano voando juntos na mesma missão
 

O contingente colombiano, apoiado por 45 militares colombianos, chegou à base dos famosos bombardeiros estratégicos B-52 em 13 de agosto e imediatamente começaram a se envolver com os seus homólogos da Força Aérea dos Estados Unidos, a fim de se preparar para o exercício de duas semanas.

O Green Flag East é um dos exercícios de apoio aéreo aproximado do Air Combat Command, que ensaia táticas de apoio aéreo, reforçando simultaneamente a interoperabilidade com unidades da Força Aérea e do Exército: durante o exercício os pilotos treinam em um ambiente simulado, de alto risco, enquanto o pessoal de manutenção e suporte recebe um aumento do ritmo de missões de combate.

Além das aeronaves da Colômbia, participam os A-10 da USAF da Moody AFB, Ga.; F-16 da Guarda Aérea Nacional do Texas; KC-135 da McConnell AFB, Kans.; E-3 da Tinker AFB, Oklahoma; e E-8 da Robins AFB, Ga.

Como parte do Green Flag East, dois A-10 Thunderbolt II pertencentes ao 75th FS da Moody AFB voaram uma missão de apoio aéreo simulado com dois A-29B Super Tucano colombianos.

Curiosamente, o Embraer A-29 Super Tucano é uma das plataformas mais bem sucedidas em CAS (Close Air Support) em todo o mundo e considerado entre os candidatos para substituir o A-10 Thunderbolt na USAF no papel de apoiar as tropas em contato com as forças inimigas. Já em serviço com 10 Forças Aéreas ao redor do mundo, o avião turboélice tem a capacidade de transportar uma grande variedade de armas; dado o plano da Força Aérea dos EUA para aposentar sua frota A-10 em 2022, o Super Tucano tem sido cogitado muitas vezes para ser um possível substituto do A-10 na missão.

Pilotos instrutores americanos do 81th FS da Moody AFB já voam as aeronaves A-29B da Força Aérea Afegã entregues no início deste ano como parte do TAAC-Air (Train, Advice, Assist Command-Air): eles aconselham e treinam pilotos afegãos para operar o altamente manobrável sistema de armas de quarta geração durante o desenvolvimento do apoio aéreo aproximado, escolta aérea, reconhecimento armado e interdição aérea.



Postar um comentário