Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Ataque de caminhão-bomba em Cizre matou 118 policiais turcos, segundo curdos do PKK

O Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) disse neste sábado (26) que 118 policiais turcos foram mortos ontem (25) por um caminhão-bomba na cidade de Cizre, no sudeste do país.


Sputnik


A alegação foi feita por meio de um comunicado emitido pelo PKK. 


Polícia e bombeiros turcos após ataque do PKK em Cizre, sudeste da Turquia
© AFP 2016/ STR / DOGAN NEWS AGENCY


Ancara, por sua vez, declarou que 11 policiais foram mortos após o ataque terrorista na sexta-feira, e que 78 pessoas estariam feridas. 

"O combatente Mustafa Aslan realizou o ataque usando grande quantidade de explosivos… 60 veículos armados foram danificados… 118 policiais turcos morreram, 152 ficaram feridos", disse o PKK, acrescentando que o caminhão teve por alvo o distrito onde fica o quartel-general da polícia e do exército na cidade. 

Confrontos armados entre o PKK e as forças turcas ocorrem regularmente na província de Sirnak, no sudeste do país, especialmente desde julho de 2015, com o colapso de um cessar-fogo.


Postar um comentário