Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Troféus de guerra: tecnologias militares desviadas nos últimos 20 anos

A espionagem na indústria militar é uma das formas mais eficazes de obter a tecnologia que não se possui. Na guerra invisível conduzida pelos serviços secretos todos os meios são usados.
Sputnik

A Sputnik conta sobre as tecnologias das quais, em vários momentos, os governos conseguiram se apropriar. 

Drone desaparecido

Em 4 de dezembro de 2011, o mais novo drone stealth norte-americano RQ-170 Sentinel desapareceu no oeste do Afeganistão. Segundo o Pentágono, alguém "cortou" o canal de comunicação entre o drone e o operador. Cinco dias depois, um veículo aéreo não tripulado com características de design semelhantes foi apresentado na televisão iraniana. Ainda não se sabe exatamente como o controle do drone foi interceptado. Especialistas acreditam que isso não poderia ter acontecido sem um moderno sistema de guerra eletrônica entregue ao Irã pela Rússia ou China. Não há informações oficiais sobre esse assunto.

O ex-presidente dos EUA, Barack Obama, apelou às autoridades da Repúbl…

Ataque talibã a hotel em Cabul termina com um policial morto

Carro-bomba invadiu Northgate e provocou explosão.
Tiroteio deixou outros três jihadistas mortos.


France Presse


Os talibãs lançaram um carro-bomba contra um hotel para estrangeiros em Cabul, no Afeganistão, na madrugada desta segunda-feira (1º). Por sete horas, houve confronto dos terroristas com as forças de segurança. Um policial morreu e três ficaram feridos. 


Guarda de segurança afegão em imóvel danificado após ataque suicida em Cabul (Foto: Wakil Kossar / AFP Photo)
Guarda de segurança afegão em imóvel danificado após ataque suicida em Cabul (Foto: Wakil Kossar / AFP Photo)

Os três talibãs que executaram o ataque, incluindo o motorista do caminhão, morreram no atentado. Nenhum civil ficou ferido, segundo as forças de segurança, ao contrário do que anunciaram os insurgentes.

Na madrugada desta segunda, pouco depois de 1h30, a capital afegã acordou com o barulho de uma forte explosão, do momento em que os criminosos conseguiram invadir o hotel Northgate, protegido por grandes muros, com o carro-bomba.

Em seguida, houve um corte de energia elétrica de vários minutos. Os talibãs reivindicaram imediatamente a operação no hotel que já havia sido atacado em 2013.

O hotel fica na estrada de Bagram, perto do aeroporto militar e do aeroporto internacional de Cabul.

Em mensagem postada no Twitter, os talibãs anunciaram que o caminhão lançado contra o hotel pertencente aos "invasores americanos" abriu caminho para que combatentes entrassem na instalação com lança-granadas e armas.

As forças de segurança e a polícia estabeleceram um amplo perímetro de segurança ao redor do hotel. Durante a operação não divulgaram informações, ao contrário dos talibãs, que clamaram vitória nas redes sociais.

O porta-voz dos insurgentes, Zabihullah Mujahid, chegou a afirmar que os talibãs "mataram e feriram uma centena de invasores americanos".

As forças especiais aguardaram o amanhecer para atuar e mataram os dois talibãs que permaneciam entrincheirados.

O ataque foi o primeiro em Cabul desde a ação de 23 de julho, reivindicada pelo Estado Islâmico (EI), que deixou 80 mortos e 231 feridos. Os ataques suicidas tiveram como alvo uma manifestação da minoria xiita hazara e foi o mais grave na história da cidade.

O grupo extremista está presente em vários distritos da província de Nangarhar (leste), na fronteira com o Paquistão.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas