Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Morte made in Brazil: conflitos no Oriente Médio alavancam exportação de armamento do país

Uma missão árabe chegou ao Brasil interessada na compra de cargueiros KC-390 fabricados pela Embraer. A visita é resultado do esforço do Grupo Parlamentar Brasil-Arábia Saudita, criado no início deste mês, para aproximar os dois países no campo de defesa militar.
Sputnik

O KC-390 vai substituir os Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira (FAB), é o maior avião produzido na América e foi concebido como um jato militar de transporte, anunciado pela primeira vez na edição de 2007 da Latin America Aero & Defence (LAAD), no Rio de Janeiro. A produção do avião, com capacidade para 23 toneladas de carga, envolve parcerias com fornecedores de peças de Argentina, Portugal e República Tcheca. Com um custo unitário de US$ 85 milhões, o KC-390, em fase final de testes, tem recebido propostas de compra de vários países.



A compra do cargueiro, porém, é apenas um detalhe na exportação brasileira de armamentos não só para a Arábia Saudita, como também para vários países do Oriente Médio e do Norte d…

Bombardeios perto de hospital matam dez civis na Síria

Três crianças estão entre vítimas na cidade de Mills, na província de Idleb.
ONG diz que ataque foi feito por força aérea síria ou seus aliados russos.


France Presse


Pelo menos dez civis, incluindo três crianças, morreram neste sábado (6) em ataques aéreos perto de um hospital no noroeste da Síria - informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).


AMEER ALHALBI/AFP/JC

Os ataques atingiram a cidade de Millis, na província de Idleb, uma zona perto da Turquia sob controle de uma aliança de rebeldes opostos ao presidente sírio, Bashar al-Assad, e dirigida pelos islamitas da Frente Fateh al-Sham (antiga Frente Al-Nosra, que renunciou a seu vínculo com a rede Al-Qaeda), completou o OSDH.

Três crianças e duas mulheres estão entre as vítimas, acrescentou o Observatório.

A Força Aérea síria (ou a de seu aliado, a Rússia) é responsável por esses bombardeios, segundo o Observatório.

O centro de imprensa de Idleb, que divulga notícias sobre essa província, disse que seis pessoas morreram em bombardeios.

Os ataques aéreos do governo sírio e de seu aliado russo contra hospitais se intensificaram nos últimos dias na Síria, relata a União de Organizações de Assistência Médica e de Socorro (UOSSM), uma ONG síria.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Síria é o país mais perigoso para os profissionais da Saúde, com 135 ataques contra instalações médicas em 2015.



Postar um comentário