Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Helicóptero militar russo é derrubado na Síria

Cinco pessoas estavam na aeronave em Idlib.

Helicóptero tinha entregado ajuda humanitária na cidade de Aleppo.


Do G1, em São Paulo

Um helicóptero militar russo foi derrubado em Idlib, no norte da Síria, anunciou o Ministério da Defesa nesta segunda-feira (1º). As cinco pessoas que estavam a bordo morreram, segundo a France Presse.


Homem inspeciona destroços do helicóptero russo que caiu na província rebelde de Idlib, no norte da Síria, nesta segunda-feira (1º)  (Foto: Ammar Abdullah / Reuters)
Homem inspeciona destroços do helicóptero russo que caiu na província rebelde de Idlib, no norte da Síria, nesta segunda-feira (1º) (Foto: Ammar Abdullah / Reuters)

O Ministério da Defesa afirmou que três tripulantes e dois militares estavam na aeronave.

O helicóptero, que tinha entregado ajuda humanitária na cidade de Aleppo, voltava à principal base aérea da Rússia na Síria.

Quase toda esta província está em mãos da Frente da Conquista do Levante (a antiga Frente al Nusra) e de outras facções aliadas como o Movimento Islâmico dos Livres de Sham, de acordo com a agência Efe.

Autoridades estimam que 250 mil pessoas estavam sitiadas na cidade de Aleppo na sexta-feira. Corredores humanitários foram abertos para que elas pudessem deixar a região, mas a população ainda temia escapar.

Um dia depois da adoção desses corredores, o regime de Damasco retomou seus bombardeios contra os bairros rebeldes do leste da cidade.

As forças apoiadas pelos Estados Unidos travam atualmente uma ofensiva contra o Estado Islâmico na cidade de Manbij, também no norte do país. Depois de rápidos avanços nos últimos dias, a coalizão tem agora o controle de quase 70% da cidade.




Postar um comentário