Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Navios russos eliminam base de terroristas na Síria (vídeo)

Navios da Frota russa do Mar Negro realizaram ataques com o uso de mísseis de cruzeiro Kalibr contra posições do grupo terrorista Frente al-Nusra na Síria, informou o Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

"Hoje às 10h55 (horário de Moscou), a partir das posições de fogo no mar Mediterrâneo, no âmbito de manobras militares, os navios porta-mísseis ligeiros Zelyony Dol e Serpukhov, da Frota do Mar Negro, realizaram três lançamentos de mísseis de cruzeiro de baseamento marítimo Kalibr contra alvos do grupo terrorista Frente al-Nusra no território da Síria", diz-se no comunicado do ministério.

Navios da Frota do mar Cáspio realizam lançamentos de mísseis Kalibr-NK contra infraestruturas do Daesh a partir do mar Cáspio, novembro de 2015
Navios russos lançando mísseis Kalibr NK © Foto: Ministério da Defesa da Rússia

Como resultado, foram eliminados um posto de comando e uma base de terroristas na região do povoado de Dar-Taaza, bem como uma usina de munições e um armazém.

O Ministério da Defesa da Rússia indica que a trajetória de voo dos mísseis foi planejada com antecedência sobre territórios não povoados para garantir a segurança da população civil.



Postar um comentário