Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Paraguai: Oito soldados mortos em uma emboscada atribuída aos guerrilheiros do EPP

Oito soldados paraguaios foram mortos neste sábado (26) em um atentado atribuído à guerrilha do Exército do Povo Paraguaio (EPP) no leste do país, segundo informou o ministro do Interior do Paraguai, Francisco de Vargas. 


Sputnik

"Eles colocaram explosivos na passagem usada pela patrulha. O método utilizado sugere que se trata do grupo criminoso EPP", disse o ministro em entrevista coletiva.

Guerrilha das FARC em frente a um cartaz criticando o Plano Colômbia
© AFP 2016/ Luis Acosta


De acordo com o jornal ABC, o ataque aconteceu enquanto os soldados estavam em patrulha em uma estrada rural perto da aldeia de Arroyito, 500 km a nordeste da capital Assunção. 


Segundo a polícia, os guerrilheiros do EPP, que ainda tem cerca de vinte membros ativos e ao qual a polícia atribui mais de 50 assassinatos desde 2007, foram treinados pelos guerrilheiros das FARC colombianas, que recentemente assinaram um acordo de paz com as autoridades de Bogotá após mais de 50 anos de conflito.

Postar um comentário