Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Rússia: EUA provocaram combates em Idlib para impedir o avanço sírio em Deir ez-Zor

Os militantes da Frente al-Nusta iniciaram uma ampla ofensiva contra as posições das tropas sírias ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib, informou o ministério da Defesa da Rússia nesta quarta-feira.
Sputnik

Segundo o ministério russo, a ofensiva terrorista foi uma manobra dos serviços de inteligência dos EUA para impedir o avanço das tropas sírias em Deir ez-Zor.


Os militantes da Frente al-Nusta iniciaram uma ampla ofensiva contra as posições das tropas sírias ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib.

"Apesar dos acordos assinados no dia 15 de setembro em Astana, os combatentes da Frente al-Nusra e seus aliados, que se negaram a cumprir as condições do regime de cessar-fogo, iniciaram uma ampla ofensiva contra as tropas governamentais, a partir das 8hs da manhã do dia 19 de setembro, ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib", informa o comunicado.

Durante o dia, os terroristas conseguira…

Rússia abre caminho para cooperação militar com Uruguai

O governo russo aprovou um projeto de cooperação militar com o Uruguai e solicitou ao Ministério da Defesa da Federação Russa para manter conversações com o lado uruguaio para promover a assinatura do documento. 


Sputnik

"De acordo com <…> a Lei Federal <…>, deverá ser aprovado o acordo do Ministério da Defesa russo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros para elaborar um projeto de acordo entre a Federação Russa e o Governo da República Oriental do Uruguai para a cooperação no domínio da defesa", divulga o documento.

Resultado de imagem para russia uruguai
Segundo o decreto, o Ministério da Defesa russo tem que manter conversações com seus congêneres uruguaios e assinar um acordo de cooperação em nome do governo russo.

Entre as áreas de cooperação entre Moscou e Montevidéu, consagradas no projeto de acordo, são destacadas a intensificação da luta contra o terrorismo, o intercâmbio de informação, a medicina militar e as atividades de busca e salvamento no mar.

O acordo entra em vigor 30 dias após as autoridades dos dois países cumprirem todas as obrigações necessárias para aprovar este documento.


Postar um comentário