Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia não considera Patriot como alternativa ao S-400, diz parlamentar turco

Washington está negociando com Ancara quanto à possibilidade de fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea norte-americanos Patriot no lugar dos S-400 russos, escreveu a revista turca Sabah, citando a assessora do Secretário de Estado dos EUA em questões políticas, Tina Kaidanow.
Sputnik

Kaidanow relevou que o Departamento do Estado está negociando com a Turquia para "tentar dar a entender aos turcos o que se pode fazer em relação aos Patriot".

"Estamos preocupados que a compra dos sistemas russos de defesa antiaérea seja uma espécie de apoio para a Rússia que, pelo que vimos, não se comporta bem em várias partes do mundo, inclusive na Europa", afirmou a assessora, citada pela edição turca.

Um representante do Ministério das Relações Exteriores turco, que pediu anonimato, comentou à Sputnik Turquia sobre a situação quanto às compras dos S-400 por Ancara, bem como quanto ao diálogo com os EUA.
"A nossa postura em relação aos S-400 foi reiterada por diversas vezes…

Rússia instala bombardeiros em base iraniana que EUA podiam usar 'antes de 1979'

Os EUA não ficaram contentes por a Rússia ter expandido sua cooperação militar até Teerã permitir que Moscou enviasse seus bombardeiros para missões antiterroristas na Síria a partir do aeródromo de Hamadã, um passo sem precedente para o Irã.


Sputnik

"Washington descreveu a colocação como 'infeliz'. É provável que os EUA tivessem o direito de usar a base antes da Revolução Islâmica de 1979", disse a publicação alemã Stuttgarter Zeitung.


Bombardeiro russo Tu-22M3 na base aérea de Hamadã, Irã, 15 de agosto de 2016
Tupolev Tu-22 M3 Backfire na base aérea de Hamadã © AP Photo/ WarfareWW

Em 15 de agosto, um número desconhecido de bombardeiros de longo alcance Tu-22M3 e Su-34 partiu do aeródromo de Mozdok, na Ossétia do Norte, e aterrissou na base aérea de Hamadã.

Os bombardeiros russos instalados no Irã realizaram nesta semana alguns ataques intensos contra o Daesh e a Frente al-Nusra na Síria. Os Tu-22M3 e Su-34 eliminaram posições, armazéns e equipamentos terroristas nas províncias sírias de Deir ez-Zor, Aleppo e Idlib.

O diário alemão acrescentou que a operação antiterrorista russa é um passo intermediário a caminho de atingir o objetivo maior de estabelecer uma presença naval no mar Mediterrâneo e no golfo Pérsico.

"No médio prazo, Moscou quer criar um contrapeso para a Sexta Frota dos EUA, que domina o leste do mar Mediterrâneo. No longo prazo, a Rússia também planeja cobrir o golfo Pérsico, onde está baseada a Quinta Frota dos EUA".



Postar um comentário

Postagens mais visitadas