Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Sabotadores ucranianos podem ter sido apoiados pela Marinha da Ucrânia

Sabotadores, que planejavam ataques na Crimeia, contaram com "suporte" do grupo de oficiais da Marinha ucraniana, que acompanhava a situação a partir de centro marítimo em Ochakovo (cidade na Ucrânia), disse à RIA Novosti uma fonte dos órgãos de segurança pública na Crimeia.


Sputnik

De acordo com a fonte, entre 7 e 9 de agosto, um grupo dos oficiais da Marinha ucraniana chegou ao centro especial marítimo em Ochakovo, que faz parte das Forças das operações especiais. 


Regiões da Rússia. Crimeia
Crimeia © Sputnik/ Vitaly Belousov

"O helicóptero Mi-14PS de número 34 aterrissou no aeródromo de Kulbakino", informou a fonte.

"Os militares do centro, durante conversas privadas, diziam que este grupo chegou para dar apoio no suporte e evacuação do grupo de sabotadores da Direção Principal de Inteligência do Ministério da Defesa da Ucrânia, bloqueado na Crimeia", adicionou a fonte.

O funcionário dos serviços de segurança da Rússia disse à RIA Novosti que o organizador da sabotagem foi o chefe de inteligência do 37º batalhão ucraniano, o capitão da 56ª Brigada, Vladimir Serdyuk. Mais tarde, ele confirmou que prestou serviço no batalhão, mas em outra posição.

Durante interrogatório, os detidos admitiram que os alvos de ataque seriam, em particular, o aeroporto e a estação de ônibus em Simferopol.


Postar um comentário