Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Tropas dos EUA no Afeganistão recebem 1.673 novos veículos

A empresa americana AM General, produtora de veículos, acabou de assinar um contrato de 356 milhões de dólares para fornecer equipamentos às tropas americanas no Afeganistão.


Sputnik

Este é um passo muito favorável para a empresa que no ano passado perdeu um grande contrato de construção para as Forças Armadas dos EUA de veículos táticos conhecidos sob a sigla em inglês JLTV (veículos táticos leves).


Humvee modelo M1151

Mas com a decisão do Pentágono em continuar a operação no Afeganistão, o Departamento de Defesa americano decidiu premiar a empresa e concluir um acordo de 356 milhões de dólares para construir 1.259 veículos militares multitarefas com tração nas quatro rodas (HMMWV na sigla em inglês), também conhecidos como Humvees, do modelo M1151 e 414 do modelo M1152.

Os equipamentos podem servir como transporte de carga e tropas, bem como uma plataforma de artilharia, misseis de diferentes tipos, além de outros fins.

O presidente executivo da empresa, Andy Hove, no comunicado relativamente ao novo acordo, notou que tem orgulho em desenvolver e fornecer "tais soluções com a velocidade, eficiência e rentabilidade que só a nossa empresa pode oferecer".

Curiosamente, existe uma ligação interessante da empresa com uma Anna Chapman. A AM General faz parte da holding pertencente ao bilionário Ronald Perelman, cuja esposa tem o mesmo nome do que a ex-espiã russa nos EUA.

A coalizão liderada pela OTAN, ou seja – pelos Estados Unidos, terminou sua missão no Afeganistão em 31 de dezembro de 2014. Desde 1 de janeiro de 2015, a aliança militar começou uma missão não-militar no país que conta com a participação de 12 mil militares. A sua presença visa formar e consultar as estruturas militares afegãs. Recentemente a chefia da OTAN decidiu continuar o financiamento da operação até 2020.



Postar um comentário