Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

Aviões da coalizão internacional destroem fábrica química do Daesh perto de Mossul

Os aviões de guerra da coalizão internacional liderada pelos EUA destruíram uma fábrica no Iraque usada pelo grupo terrorista Daesh (autodenominado Estado Islâmico) para produzir armas químicas, segundo anunciou o Pentágono nesta terça-feira (13). 


Sputnik

O centro de produção – um antigo complexo farmacêutico – provavelmente fabricava cloro ou gás mostarda, de acordo com o tenente-general Jeffrey Harrigian, chefe do Comando Central das Forças Aéreas dos EUA. 


Militantes do Estado Islâmico na cidade de Mossul no Iraque
Militantes do estado islâmico em Mossul © REUTERS/ Stringer


"Isso representa apenas mais um exemplo do flagrante desrespeito do Daesh pela lei e as normas internacionais", disse o oficial em videoconferência com repórteres no Pentágono.

O ataque ocorreu na segunda-feira (12) perto de Mossul e foi conduzido por caças e um bombardeiro pesado B-52.

As forças de segurança iraquianas, apoiadas pelo poder aéreo da coalizão, estão nas semanas finais de "modulação" das operações preparatórias para uma ofensiva para recapturar Mossul, cujo controle foi tomado pelos jihadistas em 2014.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas