Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Comandante da Frente al-Nusra: recebemos armas diretamente dos EUA

O grupo islamista Frente al-Nusra é considerado nos EUA uma organização terrorista – pelo menos oficialmente. 


Sputnik

Um dos mais importantes comandantes do grupo assegura que “os norte-americanos estão do nosso lado”. Durante entrevista, ele comunicou sobre o fornecimento direto dos EUA de armas, chegando a nomeá-las. 


Militantes da Frente al-Nusra na entrada da cidade de Idlib
Militantes da Frente al-Nusra em Idlib © REUTERS/ Mohamad Bayoush

Segundo um dos comandantes da Frente al-Nusra, a organização terrorista recebe armas dos Estados Unidos. Eles forneceram os sistemas antitanque TOW, disse o comandante ao correspondente do jornal Kolner Stadt-Anzeiger, Jurgen Todenhofer.

Na região de Aleppo, o grupo Frente al-Nusra é o mais poderoso. Anteriormente estes islamistas mantinham aliança com o grupo Al-Qaeda. Quando perguntado se as armas do grupo eram fornecidas pela assim chamada "oposição moderada", o militante da al-Nusra disse que as armas são fornecidas "diretamente pelos EUA". "Os americanos estão do nosso lado", acrescentou. Contudo, a cooperação não é realizada de acordo com os planos dos militantes.

O comandante da Frente al-Nusra falou sobre o bombardeio do comboio humanitário da ONU. 


A entrevista aconteceu há 10 dias. O comandante disse que o comboio da ONU seria atacado se as tropas governamentais sírias não se retirassem. "O regime deve abandonar todos os territórios e assim deixaremos passar o comboio humanitário. Se um caminhão tentar passar mesmo assim, vamos deter o motorista", informa. 

Segundo o militante, a Frente al-Nusra não está pronta para fazer concessões. "Nós vamos lutar até o regime ser derrotado", conclui.

Postar um comentário