Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Comandante iraniano: Teerã tem míssil capaz de atingir Israel

Enquanto o Irã está reforçando seu potencial bélico, um comandante iraniano afirma que Teerã dispõe de míssil capaz de atingir Israel. 

Sputnik

Na semana passada os militares iranianos realizaram um desfile em Teerã exibindo grande variedade de tanques, aviões militares e mísseis. Segundo Amir Ali Hajizadeh, brigadeiro-general e comandante da Divisão Aeroespacial do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, um destes mísseis tem capacidade de atingir Israel com suas 1,2 mil quilómetros de alcance. "O regime sionista é o nosso maior alvo", destaca o comandante citado pelo jornal The Jerusalem Post. 

Míssil balístico iraniano lançado a partir de terreno desconhecido, 9 de março de 2016
Míssil balístico iraniano © REUTERS/ Mahmood Hosseini


Ainda segundo o comandante, "o Irã não precisa de mísseis com alcance superior a 2.000 quilômetros, pois o alcance máximo necessário para os mísseis do Irã é aquele que possa atingir territórios ocupados por Israel".

Hajizadeh indica que durante o desfile foi exibido o míssil Zolfaghar, com alcance de cerca de 745 quilómetros, que levava uma mensagem contra as provocações de Israel: "Se os líderes do regime sionista fizerem uma ação errada, a República Islâmica reduzirá Tel Aviv e Haifa a cinzas."

O general Mohammad Hossein Bagheri, chefe do Estado-Maior das Forças Armadas iranianas comunicou que Teerã está preocupado com o recente acordo de ajuda militar firmado entre os EUA e Israel no valor de 38 bilhões de dólares, razão pela qual o Irã precisa reforçar suas capacidades defensivas.



Postar um comentário