Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Damasco: Presença de tropas turcas na Síria é 'agressão aberta'

Durante a sua intervenção na Assembleia Geral da ONU, o chanceler sírio, Walid Muallem, afirmou que a Turquia deve retirar suas tropas do território sírio.


Sputnik


Ele reiterou o compromisso da Síria em respeito ás negociações em Genebra sobre a resolução do conflito. "Confirmamos nossas obrigações de seguir com o processo de Genebra", disse Muallem. 


Ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid Muallem, na Assembleia Geral da ONU
Ministro das Relações Exteriores da Síria Walid Muallem © AFP 2016/ Timothy A. Clary

"A Síria mantêm uma postura construtiva a respeito da solução política e apela para que decisões eventuais respeitem a soberania, independência e integridade territorial da Síria, assim como a unidade do seu povo", disse o chanceler. 


Damasco também condenou a presença das tropas turcas em território sírio, argumentando que trata-se de uma 'agressão aberta'. "Ancara deve retirar as suas forças", frisou o ministro das Relações Exteriores da Síria.


Postar um comentário