Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Sangue e caos': príncipe saudita chama Trump de 'oportunista' por decisão sobre Jerusalém

O ex-chefe da inteligência saudita, o Príncipe Turki al-Faisal, criticou o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como a capital de Israel, em uma das mais acentuadas reações do reino aliado de Washington no Oriente Médio.
Sputnik

Em uma carta a Trump publicada em um jornal saudita nesta segunda-feira, o príncipe Turki, um ex-embaixador em Washington que agora não ocupa nenhum cargo do governo, mas continua influente, chamou a decisão de uma estratagema política doméstica que provocaria violência.


"O derramamento de sangue e o caos definitivamente seguirão sua tentativa oportunista de ganhar eleitoralmente", escreveu o príncipe Turki em uma carta publicada no jornal saudita al-Jazeera.

Trump inverteu décadas de política dos EUA e virou do consenso da crítica internacional na semana passada, reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel. A maioria dos países diz que o status da cidade deve ser deixado para negociações entre Israel e os pales…

Defesa russa começa a transmitir on-line situação em Aleppo

Objetivo é garantir cessar-fogo em território tomado do Jabhat al-Nusra.


Ígor Rôzin | Gazeta Russa

Nesta quinta-feira (15), o Ministério da Defesa da Rússia começou a transmitir on-line suas operações a partir de território tomado do grupo Jabhat al Nusra, em Aleppo, na Síria. 


Aleppo Syria
Civis checam estragos após bombardeios aéreos do governo sírio em Aleppo. Foto:Reuters

"[A transmissão é feita] com o objetivo de prover transparência na execução, por parte do regime, das ações bélicas", lê-se no site do Ministério da Defesa da Federação da Rússia.

As imagens transmitidas são registradas por meio de duas câmeras de vigilância nos bairros de El-Khalidia e Tel-Djobakja, além de um drone que acompanha a situação na porção oeste de Aleppo.

No momento em que esta reportagem estava sendo fechada, a transmissão mostrava militares russos equipados com armamento bélico. O som, porém, não era transmitido.

O general-major da Defesa russa, Ígor Konashenkov, disse à Gazeta Russa que a pasta vai aumentar a quantidade de câmeras transmitindo a situação síria no futuro.

Na semana passada, o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguêi Lavrov, e seu homólogo norte-americano, John Kerry, chegaram a um acordo sobre o plano multifásico para resolução da crise no país árabe. 


Postar um comentário