Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

EUA podem se retirar de diálogo sobre Síria se não for alcançado um acordo urgente

Os Estados Unidos podem se retirar das negociações sobre a Síria se não for alcançado um acordo urgentemente para a resolução da crise no país. É o que afirma uma fonte da Administração norte-americana, citada pela agência Reuters.


Sputnik


"Se for possível alcançar um acordo, nós queremos fazer isso urgentemente, por conta da situação humanitária. No entanto, nós precisamos conseguir que seja alcançado um acordo efetivo", disse a fonte nas margens da cúpula do G20. 


Casa Branca à noite
Casa Branca © AFP 2016/ SAUL LOEB

De acordo com a agência, Washington pode interromper o processo de negociação se o acordo não foi alcançado em breve. 


"Se nós não conseguirmos este tipo de acordo que queremos, nós nos interromperemos estes esforços", disse a fonte. 

Um regime de cessar-fogo entrou em vigor na Síria em 27 de Fevereiro, no entanto as partes do conflito constantemente relatam violações da trégua.


Postar um comentário