Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Exército sírio assume controle de bairro rebelde de Aleppo

Farafira é uma área rebelde conquistada por rebeldes em 2012.

Bairros da cidade no norte da Síria são alvos de intensos bombardeios.


France Presse

O exército sírio assumiu nesta terça-feira (27) o controle do bairro Farafira, área rebelde próxima do centro de Aleppo, no norte do país, segundo relato de fonte militar feito à agência AFP. Especialistas trabalhavam para retirar as minas terrestres do bairro.


Os quase 250 mil habitantes dos bairros rebeldes de Aleppo não recebem ajuda externa há dois meses (Foto: Reuters)
Os quase 250 mil habitantes dos bairros rebeldes de Aleppo não recebem ajuda externa há dois meses (Foto: Reuters)

A fonte afirmou ainda que “vários terroristas” foram neutralizados durante a ação militar.


O regime utiliza o termo "terrorista" para designar todos os que pegaram em armas contra Damasco, sejam rebeldes ou extremistas.

O bairro de Farafira foi conquistado em 2012 pelos rebeldes, que na época haviam dominado metade da ex-capital econômica do país.

"Esta operação é parte das operações militares que foram anunciadas [na quinta-feira), que incluem um componente aéreo e outro terrestre com a utilização de artilharia", completou a fonte.

Desde o fim da trégua os bairros rebeldes de Aleppo são alvos de um intenso bombardeio da aviação do regime e da Rússia.

No início do mês, um cessar-fogo, organizado pelos Estados Unidos e pela Rússia, contribuiu para reduzir o número de mortes diárias no país. A iniciativa fracassou e desde sábado (17) o país vive uma intensificação da violência em várias regiões.

A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou no domingo (25) que pelo menos 139 pessoas morreram nos últimos dias devido aos ataques na parte leste de Aleppo.




Postar um comentário

Postagens mais visitadas