Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Países muçulmanos reconhecem Jerusalém como capital do Estado da Palestina

Os países da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI) acordaram nesta quarta-feira reconhecer Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidaram as outras nações a fazer o mesmo, em resposta à decisão dos EUA de declarar Jerusalém como capital de Israel.
EFE

"Declaramos Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidamos todos os países a reconhecer o Estado da Palestina com Jerusalém Oriental como sua capital ocupada", indica a minuta da declaração preparada nesta quarta-feira em Istambul por esta organização, formada por 57 países de maioria muçulmana.


A OCI, formada por 57 países de maioria muçulmana, inclui desde sua fundação em 1969 a Palestina como membro pleno, com sua capital em Jerusalém.

O documento, apresentado pelos "reis, chefes de Estado e de Governo dos Estados membros da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)", apresenta em 23 pontos a postura do mundo muçulmano perante a decisão dos EUA.

Nesse texto, a OCI &quo…

Forças Armadas turcas na Síria continuam seu avanço em direção ao sul

Operação das forças armadas turcas no norte da Síria continua com as tropas se movendo em direção ao sul, disse o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan. 


Sputnik

"Nos EUA, eu vou levantar a questão da criação de uma zona de segurança. Podemos estimar uma área do tamanho de cinco mil quilômetros quadrados. Mais uma vez, vou enfatizar a contribuição da operação Escudo do Eufrates no norte da Síria na resolução da crise de refugiados. Atualmente, estamos nos movendo para o sul", disse ele a repórteres antes de partir para a Assembleia Geral das Nações Unidas. A notícia foi divulgada pelo canal NTV. 


Soldados turcos na Síria
Soldados turcos na Síria © AFP 2016/ BULENT KILIC

"Moradores de cidades sírias, especialmente de Jarablus, começaram a voltar para as cidades, que foram libertadas do Daesh. Com espalhamento da zona de segurança, o número de repatriados vai aumentar", declarou Erdogan. 

Apoio do ar 

A Força Aérea turca atacou as posições do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia em muitos outros países) no norte da Síria, informa a Reuters, citando o comunicado do exército turco. 

Segundo a agência, a operação visava atacar esconderijos, arsenal e outras bases dos terroristas.

Exército turco em 24 de agosto iniciou a operação Escudo do Eufrates contra o Daesh, e com a participação da oposição síria, retomou poder da cidade de Jarablus. Curdos sírios se referiram às ações turcas como agressivas e declararam que elas são dirigidas principalmente contra os curdos e não contra o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e reconhecido como pelo Brasil).



Postar um comentário