Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Cientistas russos apresentarão helicóptero não tripulado no fórum ARMY 2018

Cientistas da Universidade Federal da Sibéria (SibFU) em conjunto com a Academia da Força Aérea Zhukovsky e Gagarin, no âmbito do Fórum Internacional Técnico-Militar ARMY 2018, apresentarão um helicóptero não tripulado equipado com estação de rádio, comunicou o serviço de imprensa da universidade.
Sputnik

"Cientistas […] apresentarão um protótipo experimental de helicóptero não tripulado. O modelo está equipado com equipamentos de navegação goniométrica para suporte de voo e um sistema de navegação autônomo com modos diferentes, desenvolvidos por nossos cientistas. A estação de rádio pode fornecer determinação de posições múltiplas e posição única das coordenadas de fontes terrestres das emissões de rádio em uma ampla faixa de frequência operacional, mesmo em condições naturais e geográficas difíceis", diz o comunicado.

A estação de rádio de reconhecimento pode funcionar mais de 5 horas sem ser carregada e pode transmitir dados aproximadamente a 50 km de distância com alta prec…

MRE russo: ameaças de atentados por parte dos EUA são indicador de baixeza política

A representante oficial da chancelaria russa, Maria Zakharova, comentou a declaração do Departamento dos EUA sobre os atentados de extremistas em cidades russas. 


Sputnik

"Os senhores [diplomatas norte-americanos] não acham que tais declarações sobre 'corpos em caixões', 'atentados nas cidades russas' e 'perdas militares' lembram mais uma ordem de ataque do que um comentário de diplomata?", escreveu o representante oficial do MRE da Rússia no seu Facebook.


Ministério das Relações Exteriores da Rússia
Ministério das Relações Exteriores da Rússia © AFP 2016/ ALEXANDER NEMENOV


Zakharova também perguntou a que terroristas o diplomata americano se refere e se eles não estão ligados com a oposição moderada na Síria, que Moscou tenta demarcar dos terroristas.


Entretanto, o vice-chefe do MRE, Sergey Ryabkov, disse que as declarações do representante do Departamento do Estado são um "ataque de nervos" no contexto da incapacidade de Washington de cumprir os acordos sobre a Síria.

"Estes apelos mal encerrados a 'utilizar' a força terrorista contra a Rússia são um indicador da baixeza política da política da administração dos EUA relativamente ao Oriente Médio e, nomeadamente, no que tange à Síria", acrescentou o diplomata. Lembramos que John Kirby, representante oficial do Departamento de Estado, tentou atemorizar Moscou com ameaças de ataques terroristas em cidades russas e perdas militares na Síria.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas