Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

ONU restabelece envio de missões humanitárias à Síria

A ONU decidiu retomar os preparativos para o envio de produtos e alimentos à Síria, dias após um ataque aéreo contra um de seus comboios ter provocado a interrupção de suas missões humanitárias ao país árabe. 


Sputnik

"O deslocamento de comboios conjuntos para diversas regiões sitiadas e de difícil acesso foi temporariamente interrompido após o ataque ao comboio em Urm al-Kubra, na segunda-feira. Os preparativos desses comboios foram retomados e nós estamos prontos para fornecer ajuda a regiões sitiadas e de difícil acesso assim que possível" – declarou o porta-voz do escritório da ONU para assuntos humanitários Jens Laerke. 


Veículo de ajuda humanitária da ONU
Veículo de ajuda humanitária da ONU © AFP 2016/ Abd Doumany


Ele destacou ainda que as operações humanitárias da ONU não chegaram a ser interrompidas em todo o território da Síria, tendo sido realizadas entregas aéreas de lotes com produtos e alimentos à cidade de Deir ez-Zor, bem como operações transfronteiriças.

"A ONU reitera seu apelo para o acesso seguro, desimpedido e contínuo a todos os sírios que precisam de ajuda, onde quer que eles estejam" – acrescentou Laerke.

No início desta semana, um comboio humanitário conjunto da Cruz Vermelha Síria e de organizações humanitárias da ONU foi parcialmente destruído na região síria de Aleppo. Dos 31 caminhões, que levavam ajuda para 78 mil pessoas, pelo menos 18 caminhões foram atingidos. O ataque provocou a morte de um agente da missão humanitária e de pelo menos 20 civis.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas