Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Fora do normal': OTAN teria usado armas climáticas para atingir êxito em operação militar

Uma das teorias de conspiração mais populares é a possível influência humana no clima com armas de tecnologia de última geração. Neste contexto, ganhou talvez o maior destaque o projeto HAARP dos EUA. Oficial da Força Aérea russa e meteorologista, Yevgeny Tishkovetz, contou para a Sputnik até que ponto os humanos podem mudar condições climáticas.
Sputnik

O HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program, em inglês) é um projeto financiado pelas Forças Armadas dos EUA que visa estudar a ionosfera para aperfeiçoamento de suas capacidades de comunicação por rádio e dos sistemas de vigilância com ajuda de tecnologias de ponta.


Há uma teoria de que o sistema HAARP teria sido utilizado na operação militar da OTAN na Iugoslávia em 1999. Yevgeny Tishkovetz, meteorologista do centro Fobos e ex-chefe do serviço meteorológico do Ministério da Defesa russo, disse à Sputnik Sérvia que o sistema pode ter sido realmente usado na Iugoslávia.

Segundo o oficial, a Aliança não tinha como realizar seus…

OSCE: não há tropas russas em Donbass

Não há militares russos na zona de operações militares em Donbass, afirmou o secretário-geral da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), Lamberto Zannier, perante jornalistas em Kiev. 


Sputnik

"Continuamos dizendo que é um conflito híbrido e o conflito híbrido prevê a presença de militares híbridos. Quando me perguntam se há ali unidades de militares russos, tendo em conta os dados dos nossos observadores, posso dizer que não há tais unidades", disse Zannier.


Monitores da OSCE em Donetsk, no leste da Ucrânia
Monitores da OSCE em Donetsk © AFP 2016/ JOHN MACDOUGAL


Ele destacou também que em Donbass há militares de outras regiões, sem esclarecer de quais em particular. O secretário-geral da OSCE disse que para o Donbass é enviado equipamento militar e combustível estrangeiro.

Em abril de 2014, Kiev lançou uma operação militar nas províncias de Donetsk e Lugansk para reprimir os focos de contestação ao golpe de Estado ocorrido na Ucrânia em fevereiro daquele ano. 


Atualmente o território de Donbass, que inclui as autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Lugansk, vive em regime de cessar-fogo, mas as partes do conflito armado declaram que há violações constantes da trégua.

Postar um comentário