Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Moscou revela fotos de material bélico dos EUA nas posições do Daesh

O Ministério da Defesa da Rússia publicou na sua conta no Facebook fotos aéreas de posições do Daesh (organização proibida na Rússia), perto da cidade de Deir ez-Zor, nas quais se vê material bélico dos EUA.
Sputnik

"Graças às fotografias aéreas captadas entre 8 e 12 de setembro de 2017, perto das posições do Daesh foi detectado um grande número de veículos blindados norte-americanos Hummer que estão em serviço das forças especiais dos EUA", informou o ministério.


Segundo o ministério, nas fotos é claramente visível o posicionamento das forças especiais dos EUA em pontos de apoio que anteriormente foram equipados pelos terroristas. Nas fotos não há nenhuns vestígios de ataques, bem como de confrontos com os terroristas ou crateras provocadas por ataques aéreos realizados pela coalizão internacional liderada pelos EUA.

"Embora os pontos de apoio dos destacamentos das Forças Armadas dos EUA estejam nas zonas das atuais posições do Daesh, não existem quaisquer vestígios de pre…

Putin não vê alternativa ao 'Formato da Normandia' para resolver crise ucraniana

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou nesta segunda-feira (5) que não há alternativas ao formato do Quarteto da Normandia para resolver a situação na Ucrânia. Segundo ele, tais encontros devem melhorar situação, mas não podem se reduzir a conversas.


Sputnik


"Nós vamos nos reunir no formato trilateral (Rússia, França e Alemanha), bem como em formatos bilaterais", disse Putin após a reunião do G20. 


Quarteto da Normandia: Vladimir Putin, Angela Merkel, Francois Hollande, e Pyotr Poroshenko.
Quarteto da Normandia © AP Photo/ Alexander Zemlianichenko

"Quanto ao formato da Normandia, se é bom ou mau, por enquanto não há outra opção buscar chegar a uma resolução", disse Putin na entrevista coletiva. "É por isso que, é claro, a Rússia vai apoiar este formato", acrescentou. 


"O que podemos fazer, acho que vamos ter de falar (com o presidente ucraniano Pyotr Poroshenko)", observou. 

Ele ainda destacou que "não faz sentido apenas afirmar que a reunião foi realizada". "Eu tenho a impressão de que ninguém quer se reunir somente por se reunir, talvez com a exceção de Poroshenko, eu não sei", concluiu.

Postar um comentário