Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Morte made in Brazil: conflitos no Oriente Médio alavancam exportação de armamento do país

Uma missão árabe chegou ao Brasil interessada na compra de cargueiros KC-390 fabricados pela Embraer. A visita é resultado do esforço do Grupo Parlamentar Brasil-Arábia Saudita, criado no início deste mês, para aproximar os dois países no campo de defesa militar.
Sputnik

O KC-390 vai substituir os Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira (FAB), é o maior avião produzido na América e foi concebido como um jato militar de transporte, anunciado pela primeira vez na edição de 2007 da Latin America Aero & Defence (LAAD), no Rio de Janeiro. A produção do avião, com capacidade para 23 toneladas de carga, envolve parcerias com fornecedores de peças de Argentina, Portugal e República Tcheca. Com um custo unitário de US$ 85 milhões, o KC-390, em fase final de testes, tem recebido propostas de compra de vários países.



A compra do cargueiro, porém, é apenas um detalhe na exportação brasileira de armamentos não só para a Arábia Saudita, como também para vários países do Oriente Médio e do Norte d…

Recusa de cumprir o cessar-fogo na Síria desafia esforços da Rússia e EUA

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia acha que a recusa de 21 grupos de oposição na Síria de cumprir o cessar-fogo representa um desafio aos esforços da Rússia e dos EUA de solucionar a crise síria, diz comunicado no site do Ministério. 


Sputnik

"Consideramos isso um desafio inaceitável aos esforços russo-americanos que visam fortalecer o regime do cessar-fogo, contribuir para solução de questões humanitárias e criar condições para início de processo abrangente de paz", diz o comunicado. 


Insurgentes da Frente Nusra durante uma operação
Militantes da Frente al-Nusra © AFP 2016/ AMC / Fadi al-Halabi


A Chancelaria russa informa que, segundo a mídia, os chefes de 21 grupos armados da oposição na Síria, incluindo Ahrar al-Sham, recusaram obedecer as regras do cessar-fogo que entrou em vigor em 12 de setembro, essas unidades pretendem continuar a luta armada contra o governo sírio "até o último disparo".

Na segunda-feira (12), entrou em vigor um pacote de entendimentos russo-americanos alcançados durante uma série de consultas. A trégua deve continuar por 48 horas, e depois, durante mais cinco dias. Após isso, o Centro Executivo Conjunto passará para as atividades práticas, no âmbito das quais os militares russos e americanos vão coordenar ataques contra alvos dos grupos terroristas Frente al-Nusra (Frente Fatah al-Sham) e o Daesh (proibidos na Rússia e em vários outros países) e outros terroristas em determinadas regiões, onde ações da aviação síria serão suspensas. Assim, será possível separar os terroristas dos grupos armados de oposição aliados ao regime de cessar-fogo.



Postar um comentário