Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército Sírio é atacado a partir de área ocupada por EUA e FDS

Tropas do Exército Árabe Sírio que participam de uma ofensiva contra terroristas em Deir ez-Zor foram alvo de ataques lançados a partir de uma área dominada por militantes das Forças Democráticas da Síria (FDS) e unidades especiais das Forças Armadas americanas, conforme revelou o Ministério da Defesa da Rússia nesta terça-feira.
Sputnik

"No último dia, grupos de assalto das tropas governamentais sírias, com apoio da Força Aeroespacial russa, cruzaram o Eufrates e continuaram a expandir a cabeça de ponte capturada a leste de Deir ez-Zor, apesar da dura resistência dos militantes do Daesh", afirmou o porta-voz da Defesa russa, major-general Igor Konashenkov, destacando o avanço das forças de Damasco. 


Segundo o militar, as tropas leais ao presidente Bashar Assad conseguiram liberar uma área de 60 quilômetros quadrados na zona oriental, mas encontraram obstáculos.

"De acordo com relatos de comandantes sírios na linha de frente, o Exército Sírio sofre contra-ataques mais seve…

Rússia e China realizam exercícios conjuntos no mar do Sul da China (vídeo)

Tripulações de navios de guerra da China e Rússia estão envolvidas nas manobras Interação Naval-2016, comunicou na sexta-feira (16) Vladimir Matveev, almirante da Frota Russa do Pacífico. 


Sputnik

"Após chegarem à área designada, os navios da Rússia e China começaram a cumprir as missões estabelecidas pelo comando. As tripulações treinaram elementos de defesa anti-sabotagem, defesa antiaérea, guerra anti-submarino em enseadas inseguras. Durante as manobras conjuntas, as partes realizaram também treinamento das comunicações", disse Matveev a repórteres. 


Exercícios conjuntos no mar do Sul da China
Press service of MO RF

De acordo com ele, os militares dos dois países cumpriram igualmente missões de busca, resgate e suporte.

Um total de 18 navios e embarcações de abastecimento, 21 aeronaves e mais de 250 efetivos da Frota Russa do Pacífico estão participando dos exercícios.
 

As partes deverão treinar também lançamentos de mísseis e fogo de artilharia, simulando ataques a alvos navais. Na fase final dos exercícios, as forças armadas russas e chinesas realizarão um desembarque conjunto em uma ilha hipoteticamente capturada, usando paraquedistas e unidades de fuzileiros navais. 

Postar um comentário