Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Kim Jong-un: Após 'declaração de guerra feroz', Trump e os EUA pagarão caro

Em um raro pronunciamento, o líder norte-coreano Kim Jong-un disse nesta sexta-feira (horário local) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu povo "pagarão caro"pelas “palavras excêntricas” que pregaram a destruição da Coreia do Norte.
Sputnik

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU, Trump afirmou que os EUA estão prontos para a "destruição total" da Coreia do Norte, caso isso se faça necessário.


Além disso, o presidente estadunidense chamou Kim de "Homem Foguete", pelo que considera uma "tática suicida" de provocações contra Washington e o resto dos seus aliados na Ásia.

"Agora estou pensando muito sobre a resposta que ele poderia ter esperado quando ele se permitiu que palavras tão excêntricas tropeçassem da sua língua", disse Kim, em declarações reproduzidas pela Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

"Qualquer coisa que Trump possa ter esperado, ele enfrentará resultados além de suas expectativas. Eu vou, …

Rússia pronta para continuar diálogo com EUA sobre ações conjuntas na Síria

Rússia está pronta para continuar o diálogo com os EUA sobre ações conjuntas destinadas a combater os terroristas na Síria, informou na quinta-feira o Ministério da Defesa russo. 


Sputnik

Apesar das recentes alusões de Washington sobre alegadas ameaças por parte do país, a Rússia está pronta a continuar cooperando com os EUA, comunicou o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, major-general Igor Konashenkov.


Imagem captada por drone da cidade de Homs, na Síria.
Homs, Síria | Reprodução/ You Tube/ Alexander Pushkin

Durante um briefing de imprensa na quarta-feira (28) o representante do Departamento de Estado dos EUA John Kirby anunciou que o atual conflito na Síria poderá "sem dúvida" se transformar em "ataques contra interesses russos, até mesmo contra cidades russas, e a Rússia continuará mandando homens para casa em caixões".

"Creio que Jonh Kirby, que não há muito tempo trocou a farda de contra-almirante do Pentágono por um casaco de representante oficial do Departamento de Estado, tem perfeita consciência das consequências da sua declaração", declarou Konashenkov. 


"Esse diálogo tem que excluir alusões a ameaças contra os nossos soldados e cidadãos", ressalta.

Comentando a declaração do representante do Departamento de Estado sobre eventuais perdas entre os soldados russos na Síria, Konashenkov sublinhou que Moscou "sabe muito bem onde se encontram na Síria, inclusive na província de Aleppo, e quantos são os "especialistas" não declarados que realizam planejamento operacional e chefiam operações dos extremistas".

Segundo Konashenkov, "a Rússia e os EUA continuam buscando meios de colocar o acordo de cessar-fogo em funcionamento".


Postar um comentário