Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia adverte exército sírio contra entrada em Manbij

O comunicado foi divulgado poucos dias depois de pelo menos quatro soldados americanos terem sido mortos em um atentado suicida na cidade de Manbij, no norte da Síria, cuja responsabilidade foi assumida pelo Daesh (grupo terrorista proibido em Rússia e em vários outros países).
Sputnik

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores turco, Hami Aksoy, alertou as Forças Armadas do governo sírio para que não tentassem entrar na cidade de Manbij, localizada no norte da Síria.


"Às Unidades de Proteção Popular curdas na Síria (YPG) não deveria ser permitido deixar que as forças do regime [do presidente sírio Bashar Assad] entrem em Manbij", disse Aksoy em uma entrevista coletiva na sexta-feira (18). Ele também destacou que "a retirada das tropas norte-americanas da Síria não deveria ajudar os terroristas das YPG e do Partido de União Democrática curdo (PYD)".

As declarações foram feitas depois que nesta quarta-feira (16) na cidade síria de Manbij ocorreu uma explosão em u…

Aleppo: Mogherini reclama de pausa humanitária russa

A Alta Representante da UE para Política Externa e Segurança, Federica Mogherini, elogiou a proposta russa de uma pausa humanitária para Aleppo, descrevendo a medida como um "passo positivo", mas se queixou do fato de a mesma só ter duração de oito horas.


Sputnik


Mais cedo, o chefe de Operações do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia, tenente-general Sergei Rudskoi, disse que uma pausa nos enfrentamentos em Aleppo, com duração de oito horas, foi marcada para a próxima quinta-feira, 20, para permitir o acesso livre dos civis, a retirada dos feridos e dos combatentes rebeldes. Segundo Mogherini, a iniciativa é boa, mas é preciso ver se será efetiva. 


Federica Mogherini, Alta Representante da UE para Política Externa e Segurança
Federica Mogherini © AFP 2016/ JOHN THYS

"Pode ser um começo. Há discussões acontecendo sobre se as oito horas seriam suficientes para os comboios entregarem ajuda ao leste de Aleppo ou não. Com certeza, é um passo positivo. Mas, segundo a última avaliação que recebemos das agências da ONU, são necessárias 12 horas (para a entrega de ajuda humanitária). Então, acredito que haverá um pouco de trabalho para encontrar um terreno comum", declarou a chefe da diplomacia europeia em coletiva de imprensa.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas