Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

Ataque rebelde em Aleppo mata 28 civis

Projéteis disparados por grupos rebeldes mataram pelo menos 28 civis nos distritos do sudoeste de Aleppo nas últimas 24 horas, de acordo com informações do Observatório Sírio de Direitos Humanos. 


Sputnik

Rami Abdel Rahman, presidente da organização, disse nesta segunda-feira que entre os mortos estão seis crianças e oito mulheres, e que todas as baixas foram registradas em áreas controladas pelo governo, onde outras dezenas de pessoas ficaram feridas. 


Forças do governo sírio tentam garantir a segurança de civis no bairro de Bani Zeid, em Aleppo
Bairro de Bani Zeid em Aleppo, Síria © AFP 2016/ GEORGE OURFALIAN


Nos últimos dias, os limites do sul de Aleppo foram palco de intensos combates em razão de uma tentativa rebelde de aliviar o cerco do governo na cidade. Oficialmente, a agência síria SANA reconheceu a morte de 20 civis na região desde domingo. 

Postar um comentário