Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Aviação turca tenta violar espaço aéreo da Síria

A tentativa de intrusão no espaço aéreo sírio foi reportada por uma fonte das forças de segurança da Síria. 


Sputnik

Os aviões turcos tentaram entrar no espaço aéreo da Síria no norte da província de Aleppo, mas após avisos dos militares sírios e russos regressaram, disse a fonte à agência Sputnik.


Avião F4E Phantom II da Força Aérea turca (arquivo)
F-4 Phantom da Turquia © flickr.com/ Defence Images

Anteriormente (20), o exército sírio declarou que está preparado para derrubar aviões militares da Turquia em qualquer caso em que estes violem novamente o espaço aéreo sírio.

A Turquia começou em 24 de agosto a operação Escudo do Eufrates para expulsar os jihadistas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em muitos outros países) das localidades fronteiriças do norte da Síria. As autoridades sírias, no entanto, acusaram a Turquia de violar a sua soberania. Já os curdos sírios acreditam que a operação é direcionada contra eles e não contra os terroristas.


Postar um comentário