Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Japão defende aumento pressão sobre Pyongyang após oferta de dialogo dos EUA

O Japão defendeu nesta quarta-feira que se aumente a pressão sobre a Coreia do Norte, com o objetivo de que esta "mude suas políticas", e reiterou seu apoio total aos Estados Unidos, após a notícia de um possível diálogo bilateral sem condições prévias entre Washington e Pyongyang.
EFE

"Os dois líderes de Japão e Estados Unidos definiram sua política sobre a Coreia do Norte e esta inclui a máxima pressão sobre o país (...) Além disso, a Casa Branca confirmou que não mudou sua postura a respeito", afirmou hoje o ministro porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga.


Durante uma entrevista coletiva, Suga ressaltou "a estreita relação entre Estados Unidos e Japão", depois que o secretário de Estado americano, Rex Tillerson, afirmou que a ameaça da Coreia do Norte é "a mais imediata" e que continuará com a diplomacia "com a esperança de êxito até que caia a primeira bomba".

Neste sentido, Tillerson se pronunciou ontem sobre a possibilidade de …

Aviões da coalizão americana lançam ataques contra população de Mossul

Aeronaves da coalizão militar liderada pelos Estados Unidos realizaram nove bombardeios contra zonas residenciais da cidade de Mossul, no norte do Iraque, segundo afirmou a Defesa russa.


Sputnik


"A coalizão internacional encabeçada pelos EUA atacou nove vezes os bairros residenciais da cidade iraquiana de Mossul", declarou o major-general Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia. 


Bombardeio a Mossul, Iraque © AFP 2016/ SAFIN HAMED

Considerada a capital do grupo Daesh no Iraque, Mossul se tornou palco de conflitos ainda mais intensos nas últimas semanas, após o anúncio de uma ofensiva do exército iraquiano para retomar o controle da cidade, dominada por terroristas desde 2014. As tropas de Bagdá contam com o apoio de forças peshmerga, milícias sunitas, paramilitares xiitas e da coalizão internacional.


Postar um comentário