Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Venezuela está disposta a 'defender soberania e independência de Nicarágua'

Jorge Arreaza, chanceler da Venezuela, avisou da capital nicaraguense, Manágua, que o presidente Nicolás Maduro está disposto a apoiar a Nicarágua em defesa de sua soberania se for necessário.
Sputnik

"Se [nós] o povo bolivariano, os revolucionários da Venezuela, tivéssemos que vir à Nicarágua para defender a soberania e a independência nicaraguense, e oferecer nosso sangue pela Nicarágua, iríamos como Sandino, até à montanha de Nueva Segovia", expressou Arreaza.

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela fez essas declarações durante a comemoração dos 39 anos do triunfo da Revolução Sandinista em Nicarágua, país para o qual viajou em 19 de julho.

O socialismo, enfatizou Arreaza, é o caminho certo, e assegurou que a Venezuela passou por uma situação semelhante da qual a Nicarágua enfrenta desde abril deste ano.

"Caros compatriotas, dizemos-lhes porque vivemos essa mesma experiência que vocês vivem nos últimos meses, nós as chamamos de guarimbas [termo para protesto popu…

Chancelaria russa: contatos com EUA na área de desarmamento se tornam menos produtivos

Os contatos entre Moscou e Washington para questões de desarmamento este ano se tornaram menos produtivos, declarou o diretor do departamento russo de não proliferação e controle de armamentos Mikhail Ulyanov.


Sputnik


"Eles são bastante ativos, tanto os contatos bilaterais, quanto no âmbito do "quinteto nuclear". Embora eles tenham sido menos produtivos do que nos anos anteriores", disse Ulyanov aos jornalistas respondendo à pergunta sobre o nível de contatos de trabalho entre a Rússia e os EUA na área do desarmamento após a suspensão do acordo sobre reciclagem do plutônio com os EUA. 


C-400 Triumph mísseis defendam o espaço aéreo de Moscou e do região central da Rússia
C-400 Triumph © Sputnik/ Artem Zhitenev

Mikhail Ulyanov referiu que na reunião dos representantes dos países nucleares, em 6 de outubro em Nova York, foi discutida pela primeira vez a doutrina nuclear. 


"Tive a oportunidade de apresentar aos parceiros norte-americanos uma grande quantidade de perguntas pouco agradáveis, incluindo sobre missões nucleares conjuntas da OTAN, que violam o espírito e a letra do Acordo de não proliferação, e o conceito ilimitado de utilização de armas nucleares em quaisquer casos que afetem os interesses vitais dos Estados Unidos", disse ele.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas