Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Kim Jong-un: Após 'declaração de guerra feroz', Trump e os EUA pagarão caro

Em um raro pronunciamento, o líder norte-coreano Kim Jong-un disse nesta sexta-feira (horário local) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu povo "pagarão caro"pelas “palavras excêntricas” que pregaram a destruição da Coreia do Norte.
Sputnik

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU, Trump afirmou que os EUA estão prontos para a "destruição total" da Coreia do Norte, caso isso se faça necessário.


Além disso, o presidente estadunidense chamou Kim de "Homem Foguete", pelo que considera uma "tática suicida" de provocações contra Washington e o resto dos seus aliados na Ásia.

"Agora estou pensando muito sobre a resposta que ele poderia ter esperado quando ele se permitiu que palavras tão excêntricas tropeçassem da sua língua", disse Kim, em declarações reproduzidas pela Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

"Qualquer coisa que Trump possa ter esperado, ele enfrentará resultados além de suas expectativas. Eu vou, …

Coalizão Árabe admite que atacou cerimônia fúnebre no Iêmen 'por engano'

A Coalizão Árabe chefiada pela Arábia Saudita, que lidera a luta contra os rebeldes no Iêmen, anunciou os resultados da investigação do ataque aéreo contra uma cerimônia fúnebre em Sanaa e afirma que ele foi resultado do engano, informa o canal de televisão Al Arabiya. 


Sputnik

"A equipe [de investigadores] chegou à conclusão que representantes do Estado-Maior da Força Aérea iemenita forneceram informação, que mais tarde se revelou errada, sobre a posição exata de comandantes houthis armados", diz o comunicado da coalizão. 
Consequências do ataque em Sanaa, Iêmen, 8 de outubro de 2016
Ataque em Sanaa © AFP 2016/ MOHAMMED HUWAIS

Foi destacado que, depois da entrega da informação, o ataque foi realizado imediatamente como contra um alvo militar. A decisão foi tomada pelo Estado-Maior do Iêmen sem a autorização do comando central da coalizão.

"O ataque contra a posição foi feito por engano… É necessário tomar medidas legais contra aqueles cujas ações resultaram no incidente e começar a trabalhar para a compensação das famílias das vítimas e dos feridos", disse a coalizão, citada pelo canal Al Arabiya.

De acordo com a ONU, em resultado do ataque em Sanaa realizado ontem (8) morreram 140 pessoas. Mais de 500 ficaram feridas. Segundo dados de outras fontes, o número de vítimas chega a 213 pessoas. Segundo outros dados, a coalizão liderada pela Arábia Saudita lançou cinco ataques aéreos contra a capital do Iêmen, Sanaa, após o ataque contra a cerimônia fúnebre. Anteriormente a coalizão árabe insistia não ter participado do ataque.
 


Postar um comentário