Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministério das Relações Exteriores russo acusa EUA de ajudar terroristas na Síria

Ao reforçar seu interesse em liquidar o Daesh [organização terrorista proibida na Rússia] da face da Terra, Moscou se mostrou preocupada com o fato de os EUA demonstrarem o contrário através de suas ações, ressalta Sergei Ryabkov, vice-ministro do ministério.
Sputnik

"Apesar de tudo, alguns objetivos políticos e geopolíticos são mais importantes para Washington, o que está declarado no plano de lealdade à luta antiterrorista", disse Ryabkov a jornalistas. Segundo ele, a Rússia espera que Washington prove na prática a sua lealdade à luta contra o terrorismo na Síria.


Além disso, o diplomata chamou a morte do tenente-general Valery Asapov de preço pago pela Rússia pela hipocrisia dos EUA na questão da resolução da crise síria. Asapov, que chefiava o grupo dos conselheiros militares russos, morreu na região de Deir ez-Zor durante bombardeio do Daesh.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou fotos aéreas dos bairros a norte de Deir ez-Zor controlados pelos terroristas d…

Destróier americano atacado próximo do litoral iemenita

O destróier USS Mason da Marinha norte-americana foi atacado por dois mísseis em águas internacionais perto do litoral do Iêmen, informou a agência Reuters citando representantes do Pentágono.


Sputnik


Segundo a agência, os mísseis foram lançados do território controlado por houthis. 


Destroier norte-americano USS Mason atravessa o canal de Suez perto da cidade portuária Ismailia, Egito, 2011 (foto de arquivo)
USS Mason

Um representante do Pentágono disse que, em resultado de ataque, o navio norte-americano não sofreu danos, não tendo nenhum dos mísseis atingido o alvo.


O Iêmen se encontra em um sangrento conflito civil desde 2014, colocando em lados opostos os rebeldes houthis e as forças leais ao presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi, apoiado pela Arábia Saudita, que desde março de 2015 realiza ataques junto com outros países árabes contra posições dos houthis no Iêmen.

Postar um comentário